Loss Program Weight

Dedini S/A Indústrias de Base

Soldador Padrão 2016 é da Dedini PDF Print Email

É da Dedini Indústrias de Base o Soldador Padrão 2016. Fagner de Camargo recebeu o troféu e um prêmio em dinheiro dos realizadores do evento, a Escola e Faculdade de Tecnologia SENAI “Nadir Dias de Figueiredo”, de Osasco, e a ABS (Associação Brasileira de Soldagem). A segunda colocada na prova, Mariana Nepomuceno, também é funcionária da Dedini, e a primeira mulher a chegar à segunda colocação nesse concurso.

Este ano, o certame teve a participação de 158 soldadores de várias cidades do Estado de São Paulo e foi dividido em duas etapas: a teórica, que selecionou para a prova prática os 13 melhores soldadores participantes. As provas finais ocorreram durante o 17° Encontro Regional de Tecnologia de Soldagem, realizado em Osasco.

soldadorfagnercamargo

Professor José Saturnino Poepcke (Diretor da unidade SENAI - Osasco) e Fagner de Camargo (Empresa Dedini - Piracicaba) (SENAI Osasco)

Natural de Charqueada, 32 anos, casado, um filho, Camargo trabalha há quase 11 anos na Dedini, onde iniciou a carreira de soldador. “Tinha outro emprego e, na época, as empresas de Piracicaba estavam tendo dificuldades em encontrar soldadores e a profissão ganhou grande destaque. Fui fazer o Senai e, seis meses depois, fiz teste na Dedini, onde estou até hoje”, conta.

Dedicação, capricho, foco são elementos fundamentais para quem trabalha e quer sucesso na profissão, diz o Soldador Padrão 2016. “A premiação é um grande incentivo. Na verdade, é um sonho realizado, fruto de um trabalho sério que me fez chegar onde eu queria”, diz. Além do troféu, Fagner ganhou um cheque de R$ 3.000,00.

A segunda colocada, Mariana Nepomuceno dos Santos, tem 33 anos, casada, um filho e veio da Bahia, mais precisamente da cidade de Dias D’Avilla, chamada pelo irmão também soldador, que na época era funcionário da Dedini. “Ele me disse que o mercado aqui era promissor e que na Dedini já existiam mulheres trabalhando nessa área. Vim, fiz o teste e comecei a trabalhar. Estou aqui há dez anos”, conta.

soldadoramariananepomuceno

Daniel M. de Almeida (Diretor Executivo da Associação Brasileira de Soldagem - ABS) e Mariana Nepomuceno dos Santos (Empresa Dedini - Piracicaba) (SENAI Osasco)

Em 2014, ela já tinha conseguido um destaque na categoria MigMag de solda. Mas a segunda colocação foi uma surpresa. “Esse tipo de premiação me incentiva a buscar um futuro cada vez melhor”, diz a premiada, que agora cursa engenharia de produção. Mariana ganhou uma Placa de Homenagem e uma TV de Led 32.

Outros dois soldadores da Dedini, Alessandro Franzol e Murilo Rodrigues, também receberam destaques na premiação, que é aberta às empresas, instituições e aos profissionais que atuam na área de metalurgia e soldagem. O objetivo da competição é estimular e ampliar os conhecimentos e melhorar o desempenho profissional.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa MassiarelliSetto – Toda Mídia Comunicação